Aneurisma de Aorta Abdominal

O aneurisma é uma doença caracterizada pela dilatação de uma ou mais artérias, com aumento de diâmetro superior a 50%. Um dos locais de maior incidência é a aorta, artéria que sai do coração e distribui o fluxo sanguíneo para todo o corpo, através de seus ramos – carótidas, subclávias, renais, mesentéricas, tronco celíaco, ilíacas e etc.

O aneurisma de aorta é provocado pelo enfraquecimento progressivo das camadas da parede da artéria que, associado à sua elevada pressão, leva à dilatação. Em sua maioria estão localizados na porção abdominal, abaixo das artérias renais (cerca de 80%).

Os principais fatores de risco associados ao surgimento de aneurismas são: história familiar, tabagismo, ateroesclerose e hipertensão arterial descontrolada. Geralmente é uma doença silenciosa, porém, quando sintomática, é muito grave, sendo associada a 3 eventos principais:

  • Dilatação aguda da aorta – significa dilatação abrupta da artéria, o que gera dor muito intensa na barriga ou região lombar.
  • Ruptura do aneurisma – nesta situação há a ruptura da artéria, levando a sangramento intenso e geralmente fatal, antes que se consiga socorro. Menos de 20% dos pacientes que chegam vivos à emergência sobrevivem à doença. Trata-se de condição gravíssima, consistindo em emergência médica.
  • Embolização para ramos – os aneurismas geralmente contêm trombos no seu interior, que podem se desprender em virtude do elevado fluxo sanguíneo e se alojar em alguma artéria ramo da aorta. Os sintomas deste evento dependerão da artéria na qual o trombo se alojou. Exemplo: se o trombo se alojou na artéria da perna (ilíaca) o sintoma será isquemia do membro, com dor importante na referida região, em decorrência da obstrução circulatória.

Como podemos constatar, esta doença é gravíssima quando sintomática, apresentando elevada taxa de mortalidade ou índice de complicações. Esta informação gera grande ansiedade na população leiga, que pode ter o seguinte pensamento: Se a doença é tão grave assim, devo realizar exames para detectar possível aneurisma de aorta antes do surgimento dos sintomas!!!

No entanto, não é necessário alarde e desespero, pois esta é uma doença incomum e apesenta algumas características importantes, que ajudam na suspeita diagnóstica. Ela geralmente acomete homens, com mais de 60 anos, e que possuem os seguintes fatores de risco associados: tabagismo, histórico de aneurismas em outras artérias ou história familiar de aneurismas.

Sendo assim, a realização de exame para detecção de aneurismas de aorta abdominal (screening ou check up) é indicada nas seguintes situações:

  • Homens entre 65 e 75 anos de idade, com história de tabagismo.
  • Pessoas com história familiar de aneurisma de aorta em parente de primeiro grau. Nesta circunstância o exame deve ser realizado 5 anos antes da idade em que o parente teve o diagnóstico. Ex: realizar o exame aos 65 anos de idade, se o pai teve o mesmo diagnóstico aos 70 anos.

Mas e as mulheres? Os pacientes que não fazem parte deste grupo estão impedidos de fazer exames de screening?

Todos podem fazer exames para detectar doenças, porém a probabilidade de diagnóstico será muito pequena, o que só gera ansiedade. Seguem abaixo alguns dados que indicam a probabilidade de ser acometido por aneurismas de aorta:

  • Homens entre 65 e 75 anos, com história de tabagismo – 6 a 7%
  • Homens entre 65 e 75 anos, sem história de tabagismo – 2%
  • Mulheres entre 65 e 75 anos, com história de tabagismo – 0,8 a 2%
  • Mulheres entre 65 e 75 anos, sem história de tabagismo – 0,03 a 0,6%

O exame mais indicado para o diagnóstico inicial (screening ou check up) de aneurismas de aorta abdominal é o Ultrassom com Doppler ou EcoDoppler, pois é disponível na maioria dos locais, indolor, não invasivo e com bons resultados. Mas outros exames também são realizados, principalmente nos casos com indicação cirúrgica, tais como Angiotomografia Computadorizada e Angioressonância Magnética.

Dr Marcio Filippo

Diretor da Vene